sábado, 9 de abril de 2011

VOCÊ DESEJA A PRESENÇA DE DEUS EM SUA VIDA??

Todos que possuem uma identidade religiosa buscam a presença de Deus. Independente de filosofia ou credo, a necessidade da Onipotência de um Deus que nos acalente em horas difíceis, é uma questão de segurança. Muitos buscam deuses em suas religiões. No cristianismo, muitos O buscam nos momentos difíceis, porém, esse número torna-se pífio quando a bonança chega e a insegurança se afasta.

A pergunta que faço e que permeará este texto é: Você deseja a presença de Deus em sua vida?? Convido você a pensar nisso enquanto lê o restante do que escrevo.

Nos tempos do Velho Testamento um sinal da presença de Deus entre o povo escolhido era a famosa Arca da Aliança. Não quero aqui entrar em pormenores de seu design. Basta dizer que era uma caixa feita de madeira recoberta de ouro. Em sua tampa, dois querubins feitos de ouro adornavam e tratavam de deixar a arca ainda mais pesada. No seu interior estavam guardados objetos que simbolizavam a aliança de Deus com o povo de Israel, a saber as Tábuas da Lei, a vara de Aarão e um vaso de maná. Tal arca deveria ser transportada sobre os ombros de levitas santificados, através de varas de madeira banhadas em ouro. A determinado tempo do ano, colocada num lugar de nome Santo dos Santos no interior do Tabernáculo, a presença de Deus (Shekinah) era revelada a um Sumo Sacerdote que havia se preparado para a ocasião de maneira muito especial.






Acontece que no final do livro de Juízes lemos que a arca é perdida em batalha e os filisteus se apoderam dela. Após não se darem muito bem com ela, resolvem devolver e, por um período prolongado de anos, a arca ficou sob responsabilidade de Eleazar.


No início do reinado de Davi, este, assim como eu e você desejava a presença de Deus em Jerusalém. É neste panorama que chegamos ao capítulo 6 do livro de 2 Samuel, onde lemos:

"Tornou Davi a ajuntar todos os escolhidos de Israel, em número de trinta mil.
Puseram a arca de Deus em um carro novo, e a levaram da casa de Abinadabe, que estava sobre o outeiro; e Uzá e Aiô, filhos de Abinadabe, guiavam o carro novo.
Foram, pois, levando-o da casa de Abinadabe, que estava sobre o outeiro, com a arca de Deus; e Aiô ia adiante da arca.
E Davi, e toda a casa de Israel, tocavam perante o Senhor, com toda sorte de instrumentos de pau de faia, como também com harpas, saltérios, tamboris, pandeiros e címbalos.
Quando chegaram à eira de Nacom, Uzá estendeu a mão à arca de Deus, e pegou nela, porque os bois tropeçaram. 
Então a ira do Senhor se acendeu contra Uzá, e Deus o feriu ali; e Uzá morreu ali junto à arca de Deus." (2 Samuel 6: 1-7)

Tal relato me faz pensar sobre nossa busca pela presença de Deus e as formas que utilizamos para que isso se concretize. Não está escrito em lugar nenhum, mas, imagino a cena com um Deus irritado como estavam transportando a arca. Aparentemente a comitiva de Davi se esquecera do que fora dito em pelo Senhor de que os Levitas santificados deveriam levar a arca sobre seus ombros. O relato é claro em afirmar que a comitiva havia colocado a arca sobre uma carroça.Você a este ponto pode argumentar de várias maneiras em favor da comitiva. Você pode dizer que a distância era longa. Pode dizer que os tempos mudaram e que a modernidade sempre chega. Pode afirmar que seria mais rápido utilizando a carroça. Porém, Deus estará sempre dizendo: "Meus filhos, seus argumentos são válidos, mas, não foi assim que Eu disse para vocês fazerem!" Opa, opa... agora creio ter ficado um pouco mais claro a ira do Senhor, certo?

O primeiro ponto que gostaria de abordar aqui é a nossa teimosia humana em querer forçar a presença de Deus em nossas vidas do NOSSO JEITO. Amigos, não façamos como a referida comitiva. Façamos da maneira de Deus. Esqueça o seu "jeitinho brasileiro", Esqueça seu programa "perfeitinho"que levou anos para ser preparado e que fora aprovado pelo conselho da igreja. Esqueça seu esquema elaborado que robotiza e afasta a presença do Pai. Esqueça o método humano. Por que??? Simples, porque o método humano, por mais que bem intencionado, privilegio o homem e seu conforto e geralmente faremos quando nos convém, e sempre tentando levar vantagem. Repito, por melhor que sejamos e mais bem intencionados, ao fazer da nossa maneira esquecemos a maneira de Deus e a consequência será trágica, pois além de não contarmos com a presença Dele, pereceremos.

A arca é deixada na casa de Obede-Edon, distante entre 11 e 20 Km de Jerusalém. Fico aqui imaginando o desapontamento de Davi. Aparentemente sua causa era louvável (trazer a Arca para Jerusalém). Quando Uzá perece a comitiva é interrompida e Davi fica desapontado. Acho que o rei passa por um momento de reflexão e chega a uma conclusão interessante sobre deixar a sua maneira de lado e fazer à maneira de Deus. Lemos na continuação do texto:

"E sucedeu que, quando os que levavam a arca do SENHOR tinham dado seis passos, sacrificava bois e carneiros cevados." (2 Samuel 6: 13)

Davi entendera algo. Ter a presença de Deus requer esforço. Ter a presença de Deus demanda sacrifício. Ter a presença de Deus é fazer as coisas da maneira Dele. Muitos queremos a experiência sem esforço (e nem venha com o papo de salvação pela graça e não por obras, não falo disso, falo de presença de Deus e de benção). Muitos queremos a presença do Pai sem compromisso, transportando a Arca de qualquer maneira e não sobre o ombro, vendo ela sacudir sobre a carroça e sem suar a camisa para transportar. outros querem a presença de Deus na barganha dos pastores televisivos e da teoria da prosperidade (grande balela). c

Eu falo que se você, a despeito de todas as dificuldades que enfrenta em sua vida, está buscando a Deus e a alegria não está estampada em seu rosto, algo está errado. Sei que precisamos de momentos introspectivos e de meditação (e isso requer reverência), porém, a causa nos tornará alegres, e isso fará toda a diferença.  Paulo apanhou e mesmo assim deu graças e continuou. Jó sofreu bastante e mesmo assim continuou. Inúmeros são os exemplos dentro e fora das páginas da Bíblia, e o que você está pensando, que contigo será diferente?

O esforço pela presença de Deus é válido e importante. A diferença é como o encaramos. Davi estava radiante em seu esforço em transportar a Arca para Jerusalém após aprender a fazer da maneira de Deus.  

"E Davi saltava com todas as suas forças diante do SENHOR; e estava Davi cingido de um éfode de linho.
Assim subindo, levavam Davi e todo o Israel a arca do SENHOR, com júbilo, e ao som das trombetas." (2 Samuel 6: 14-15)

Quando nosso suor brota na pele ao buscarmos mais e mais a presença de Deus, isso será motivo de alegria. Caminha ao relento com a Arca nos ombros por quilômetros será como caminhar no parque em um gostoso dia de primavera com a família. Pense nisso estar na presença de Deus vai além do que podemos entender. É algo maravilhoso. assim como Davi, me alegro na maneira de Deus, busco o caminho de Dele e reconheço no esforço e suor uma trilha mais interessante que o caminha da carroça nova em folha.

Que método de estar na presença de Deus você quer utilizar? O da carroça ou o do suor?? Para os que ainda tem dúvida, sugiro a leitura de Lucas 22: 39-46.

Rodrigo A. Oliveira

6 comentários:

jorge nogueira disse...

Meu caro amigo as escrituras sempre tem razão quando nós esquecemos de quem esta no comando, nos perdemos por caminhos tortuosos,e sem direção tentamos achar um caminho que seja mais facil de seguir, por que achamos que ficaria mais facil assim.mas não podemos esquecer que o senhor nos disse que os "meus caminhos não são os seus aminhos nem os meus pensamento o seus pensamento"Se fizermos da maneira do senhor não tem como dar errado,mas para isso precisamos saber qual é a maneira do senhor e não duvidar porque o que duvida é semelhante as ondas do mar que é lançada de um lado para o outro.temos que ter coragem de defender aquilo que acreditamos sem medo de ser feliz,sem medo de soar a camisa,jamais podemos esquecer que quem esta no comando é um Deus perfeito que não se deixa escarnecer.Ame seu proximo como a ti mesmo e veras que o caminho não é tão dificil.
Sou grato por ter voce como amigo.

Cida Kuntze disse...

Oi Rodrigo!
Que texto maravilhoso querido.
No final do ano passado estávamos com um grande problema e a mensagem de um sábado foi sobre essa passagem. Foi abordada uma outra questão, mas nessa linha. Deus falou sobremaneira ao meu coração e do meu esposo, saímos da igreja renovados e entendendo o porquê tudo tinha acontecido daquela maneira, culpa nossa, é claro!!!
Pedi até pro pastor que pregou uma cópia do sermão, pois eu não consegui anotar, visto que eu estava maravilhada com a resposta de Deus pra minha vida.
Tenho ele comigo, vou dar uma resumida e adaptá-lo pra postar no blog qualquer dia.
Deus fala conosco de várias maneiras e amei passar por aqui, pois mais uma vez Ele falou ao meu coração através dessa passagem das Escrituras através do teu texto, da tua explanação.
Abraços e uma feliz semana!

Dc. Carlos Torres disse...

DEUS criou o homem com um vazio proposital, afim de que esse vazio seja preenchido unicamente por ELE.

Por isso o homem busca incessantemente o Espiritual, e acaba encontrando outros deuses.

Por não conhecer a verdade que liberta.

Já sou seu seguidor e passei para lhe fazer uma visita.

Excelente postagem! Parabéns, meu irmão!
Se puder me visite, ficarei grato!

planosdivinos.blogspot.com

Paz! DEUS te abençoe Ricamente

Clécia Ferreira disse...

Oi Rodrigo!
Essa palavra é essencial pra mim neste momento!
Deus te abençoe muito mais!
E agora tenho tido mais certeza de que Ele não nos desampara e sempre fala ao nosso coração na hora certa!!! Abraço!!!

disse...

É muito bom quando fazemos da maneira que Deus quer, do jeitinho que ele ordena. Seu texto é maravilhoso Rodrigo.Paz!

Suely - HD disse...

Olá Rodrigo,
boa noite,

Esse texto foi essencial p/ mim hoje.
Gostei muito.

Aproveito p/ desejar uma FELIZ PÁSCOA.

beijos
Suely

Postar um comentário

 
;